Grupo ad-hoc de Gestão e Defesa Espectral - GDE/LABRE
 
 
Home - Sobre - CEM e interferências - Notícias - Projetos - Interativo - Acervo - Biblioteca - Apoio
 
 
 
LABRE/AMSAT-BR apresenta proposta de experimento radioamador para os cubesats
NanosatC-BR2 e ITASAT-1
 
Participantes da reunião em laboratório do INPE
 

A LABRE/AMSAT-BR, grupo de trabalho dedicado às comunicações espaciais, participou no dia 7 de Maio de 2015 de uma reunião no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) em São José dos Campos (SP), com o Dr. Otávio Durão, coordenador do projeto NanosatC-BR2 (INPE), Major Elói Fonseca e Eng. Lídia Shibuya do projeto ITASAT-1 (ITA). Também participaram da reunião alunos de pós-graduação e pesquisadores do campo satelital. Estiveram presentes os radioamadores Flávio Archangelo PY2ZX, Demilson Quintão PY2UEP e Edson Pereira PY2SDR. A reunião teve como objetivo a apresentação de uma proposta para inclusão de experimentos radioamadores nos satélites NanosatC-BR2 e ITASAT-1.

Satélites universitários denominados cubesats, por recomendação da ITU, frequentemente operam em frequências de rádio alocadas ao Serviço de Radioamador e assim devem cumprir as premissas legais que regulamentam o serviço de radioamador. A IARU é responsável pela coordenação de frequências usadas por satélites radioamadores e tem recomendado uma maior participação dos radioamadores nos projetos de cubesats universitários objetivando criar uma melhor harmonização entre as missões dos projetos de cubesats e as atividades concernentes às comunicações espaciais radioamadoras. Trabalhando em prol desse objetivo, a LABRE/AMSAT-BR propôs a inclusão de um experimento radioamador nas missões dos projetos dos Cubesats NanosatC-BR2 e ITASAT-1, que estão previstos para serem lançados ao espaço no final de 2015 ou início de 2016.

O experimento proposto pela LABRE/AMSAT-BR permitirá o uso dos cubesats NanosatC-BR2 e ITASAT-1 como repetidores digitais de mensagens curtas de texto para comunicações radioamadoras tanto em tempo real quanto via armazenamento e encaminhamento (store-and-forward). O experimento proposto também objetiva o uso das comunicações espaciais como ferramenta de ensino em projetos desenvolvidos entre radioamadores e escolas.

Um documento descrevendo a proposta, com o detalhamento de um protocolo de comunicações digitais, foi entregue e apresentado aos coordenadores dos projetos durante a reunião. Dias depois a LABRE/AMSAT-BR foi informada sobre a aceitação da proposta e início das atividades de implementação do experimento.

 
Edson Pereira PY2SDR em reunião no INPE
 

A AMSAT (Amateur Satellite) é organização internacional que congrega radioamadores interessados em comunicações espaciais que, no Brasil, conta com o apoio institucional da LABRE, a mais tradicional instituição de representação do setor civil de telecomunicações do Brasil, representando os interesses dos radioamadores no país, entidade associada à IARU (União Internacional de Radioamadorismo), que desempenha importante função de gestão internacional de frequências satelitais junto a administrações governamentais nacionais e a UIT (União Internacional de Telecomunicações).

A LABRE/AMSAT-BR conta com o apoio da LABRE/GDE, grupo ad-hoc de Gestão e Defesa Espectral.

Para maiores informações, visite:

AMSAT-BR: http://amsat-br.org
LABRE/GDE: http://www.radioamadores.org
IARU: http://www.iaru.org

 
LABRE/GDE, com AMSAT-BR
19 de junho de 2015. Atualizado dia 20 de junho de 2015.
http://www.radioamadores.org/news-2015/news-2015-14.htm
     
 
 
 

GDE/LABRE - Todos os direitos reservados - All rights reserved

007 WEB - Web Hosting !